quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Resenha: Farscape - Primitive Blitzkrieg

Thrash 80´s com agressividade nacional 


Primitive Blitzkrieg é o terceiro álbum de estúdio da banda carioca Farscape lançado em 2013, com um thrash metal que remete aos tempos incríveis do inicio do gênero mais agressivo do metal. Com mais de uma década de trabalhos prestados ao metal nacional a banda carioca mostra toda essa experiencia nesse álbum que sem dúvida está entre os melhores do cenário nacional lançado nos últimos anos.
Entre as 9 faixas do álbum, vale destacar Palace of Bones que é o primeiro som e logo já mostra o estilo da banda, um thrash bem ligado aos primórdios do gênero. Nessa mesma...
linha Morbid Convent é um pedrada com uma bateria agressiva e acompanhada de linhas sólidas de guitarra. Já Night Tripper não podia deixar de citar afinal é a mais distinta das músicas com uma pegada mais heavy metal. Além de todo o trabalho instrumental da banda que é excelente, as letras não deixam por menos, o Farscape deu um tiro certo nas temáticas, criticas sociais pesadas como ganância, vingança e ignorância religiosa.
Além de características próprias, referências de bandas icônicas do metal como, Kreator, Slayer, Testament e Metallica (primeiros álbuns) é algo visível.
Com o declínio do gênero e cada vez menos espaço para bandas, Farscape é uma das bandas que lutam e ainda mantem o thrash metal nacional em visibilidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...